Ziriabe

Se você já usou toalha de mesa, copo de vidro, desodorante, pasta de dente, comeu aspargos, ou até se vestiu de branco para evitar o calor do verão... foi graças a Ziriabe, uma figura icônica na história da cultura islâmica.



Ziriabe era artista, cientista, astrônomo, geógrafo e botânico. Também era músico, cantor, compositor e poeta. Além de todas essas habilidades, foi o maior gastrônomo da época. O apelido, Ziriabe, que significa melro em árabe, foi dado por causa da cor da sua pele e das suas habilidades melódicas. Ele cresceu em Bagdá, onde era o estudante mais habilidoso de Ishaq Al-Mawsili, um músico renomado da corte durante a era do califa abássida Harun Al-Rashid. Mas o estudante superou o professor. Ganhou fama e prestígio na corte até ser ameaçado pelos outros músicos e acabar sendo convidado pelo califa omíada para ir para Córdoba.



Lá seu talento e sua fama cresceram ainda mais e Ziriabe se tornou animador e poeta oficial da corte, com um salário de 200 dinares de ouro. Essa promoção permitiu que ele explorasse sua veia artística de maneira mais ampla. Assim, fundou em Córdoba o primeiro conservatório musical do mundo, onde ensinava a teoria musical que ele mesmo havia reformulado completamente. Ziriabe também acrescentou a quinta corda ao alaúde, abrindo caminho para o desenvolvimento do violão.

Além de todas as inovações musicais e artísticas, no campo da culinária, foi Ziriabe quem introduziu a ideia de organizar as refeições em três pratos: uma entrada, geralmente uma sopa, o prato principal e a sobremesa. É o mesmo sistema que ainda usamos hoje em dia. Também foi sua a sugestão de cobrir a mesa com uma toalha de couro para manter e facilitar e limpeza. Ele foi o primeiro para reconhecer o aspargo como alimento.

Os árabes que ocupavam a Península Ibérica tinham o costume de tomar dois banhos por dia, segundo as recomendações de Ziriabe, usando sabão, desodorante e xampu feito com água de rosas e sal para a saúde dos cabelos, além de muitos outros produtos de higiene pessoal. Ziriabe introduziu vários estilos de corte de cabelo para homens e mulheres, aconselhando estilos diferentes para o verão e o inverno.


Além disso, Ziriabe era o fashionista numero um da época: desenhou várias padronagens originais e combinações inovadoras de cores, graças à introdução de novos pigmentos. Foi o primeiro a sugerir roupas diferentes para cada estação, com cores leves como o branco no verão e tons mais escuros e materiais mais pesados como couro e peles no inverno. Para o outono, cores como vermelho, laranja e amarelo, refletindo os tons da natureza.

A chegada de Ziriabe na Andaluzia transformou a vida naquela época, trazendo uma nova onda de música, moda e bom gosto. Muitos dos inúmeros produtos e hábitos que ele criou se difundiram para além da Ibéria. Na Idade Média, suas inovações foram reproduzidas e adaptadas por muitos povos. E muitos desses hábitos ainda sobrevivem hoje em dia, influenciando o modo como comemos, bebemos e até cuidamos do nosso corpo. Ziriabe foi um dos maiores ícones culturais da história islâmica.

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo